Circula nas redes sociais um vídeo em que um eleitor aciona a tecla "1" e, automaticamente, aparece "13", com a f...

Justiça Eleitoral diz que Vídeo de urna que “auto completa” voto é falso


Circula nas redes sociais um vídeo em que um eleitor aciona a tecla "1" e, automaticamente, aparece "13", com a foto do candidato Fernando Haddad. O vídeo, que também foi compartilhado por Flávio Bolsonaro (PSL), filho do candidato Jair Bolsonaro e candidato ao Senado no RJ, é uma montagem e é #FAKE.

O Tribunal Superior Eleitoral disse que o vídeo compartilhado nas redes sociais é falso. O TSE esclareceu que o vídeo foi editado e que não há possibilidade desse tipo de problema acontecer. O tribunal também se manifestou pela conta oficial no Twitter.

Durante coletiva de imprensa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a presidente da Corte, Rosa Weber, afimou que a denúncia chegou até as autoridades eleitorais e que a Polícia Federal investigaria o caso.

Antes, no entanto, ressaltou a possibilidade de se tratar de uma notícia falsa e ressaltou a confiabilidade do sistema eleitoral brasileiro. "O que é realmente importante? É que ele é um sistema auditável. Permite a verificação de fraude. E até hoje não temos um caso comprovado. Se algum dia ocorrer alguma fraude, ela poderá ser contestada", disse.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Minas Gerais divulgou no Youtube um vídeo explicando como foi feita a montagem com a narração de um técnico de edição. ASSISTA AQUI

Em nota , no site, a Justiça Eleitoral esclarece que o vídeo que circula na internet no qual a urna, supostamente, “auto completa” o voto para presidente é falso. "Os vídeos não mostram o teclado da urna, onde uma pessoa digita o restante do voto. Não existe a possibilidade de a urna auto completar o voto do eleitor, e isso pode ser comprovado pela auditoria de votação paralela", afirma texto da nota.


0 comentários: