A Defensoria Pública da União deseja abrir um novo edital de concurso público (Concurso DPU) em breve. A Comissão de Constituição e J...

Defensoria Pública da União prevê abrir um novo edital de concurso público para nível médio. Remunerações de R$ 6.633,12


A Defensoria Pública da União deseja abrir um novo edital de concurso público (Concurso DPU) em breve. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou o Projeto de Lei 7922/14, da DPU, que gera um novo quadro de servidores próprio para o órgão, estrutura o plano de carreiras e cargos da instituição e fixa o valor de suas remunerações.

Esse projeto prevê que 1.092 cargos de nível médio sejam disponibilizados, todas para o cargo de técnico. Além disso, o documento prevê 1.659 vagas de analista, com requisito de nível superior. Sendo assim, ao todo, 2.751 vagas serão criadas.

Para concorrer ao cargo de técnico é necessário possuir nível médio completo. A remuneração inicial é de R$4.363,94, podendo chegar a R$ 6.633,12 ao longo da carreira. Já para o cargo de analista, o requisito é ter o nível superior. A remuneração inicial é de R$7.323,60, podendo chegar a R$10.883,03.

A criação desses cargos já consta no Orçamento da União para 2019, sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro. A Defensoria Pública da União (DPU) precisa com urgência da aprovação do projeto uma vez que não possui um quadro próprio de pessoal. O órgão quer um quadro próprio desde 2014, quando o defensor público-geral, Haman de Moraes e Córdova, encaminhou o projeto de lei.

O último concurso da Defensoria Pública da União (DPU) foi efetuado em 2015, quando contou com 143 vagas, sendo 105 de nível médio e 38 de nível superior.

Devido a grande concorrência muitos interessados já estão estudando para o próximo concurso da DPU, não espere o edital ser publicado para começar a estudar, porque o tempo entre a publicação do edital e a prova é muito curto (em torno de dois meses). Prepare-se com antecedência. Garanta já sua apostila preparatória para o concurso da Defensoria Pública da União AQUI.

0 comentários: