Podem participar professores das escolas paulistas, aposentados e estudantes universitários. As escolas estaduais de São Paulo estão com ...

Escolas da rede recebem cadastro de educadores interessados em atuar em aulas de reforço

Podem participar professores das escolas paulistas, aposentados e estudantes universitários.

As escolas estaduais de São Paulo estão com inscrições abertas para educadores – professores da própria rede, aposentados e estudantes universitários - interessados em atuar no programa de reforço. Eles poderão dar aulas para até 10 turmas e optar por jornadas com carga horária de 5 ou 15 horas semanais. Para saber quais unidades participam do programa, é preciso ir a uma das Diretorias de Ensino. De lá, os profissionais serão encaminhados às escolas selecionadas pela Secretaria. Clique aqui e localize a Diretoria de Ensino mais próxima.


O novo projeto, em parceria com o governo federal, é destinado a 2.105 unidades paulistas com baixo desempenho no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). Para os alunos do Ensino Fundamental, a recuperação contínua de Língua Portuguesa e Matemática será oferecida no contraturno. A ação acontece logo após o ‘intensivão’ de fevereiro, indicado às 5,3 mil escolas estaduais.
A Secretaria também preparou um reforço de conteúdo para o Ensino Médio. As aulas serão ofertadas no horário regular a 900 mil jovens de 2.516 unidades também com dificuldade no desempenho. Para auxiliar o trabalho, as escolas são orientadas a formar grupos de estudo de acordo com o nível de aprendizagem.
Além disso, as equipes devem utilizar as plataformas digitais Foco Aprendizagem e Currículo +, criadas pela Secretaria, que reúnem os resultados obtidos na avaliação de aprendizagem e do boletim do Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de SP). 
Fonte: Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (educacao.sp.gov.br)

0 comentários: